quarta-feira, 19 de abril de 2017

Na Rússia, mais de 100 mortes podem ter relação com desafio da 'Baleia Azul

O jogo "Baleia Azul" começou na Rússia e consiste em incitar os participantes, geralmente em grupos secretos no Facebook, a completar 50 desafios, que conduzem lentamente à morte.
Ao entrar no grupo, o jogador recebe tarefas do administrador, que envia as mensagens normalmente às 4h20. No começo, as determinações são mais simples: desenhar uma baleia em uma folha, passar a noite em claro ouvindo música triste ou vendo filme de terror.

Via:http://claudia.abril.com.br
Depois, elas vão ficando mais perigosas: os participantes são ordenados a tatuar uma baleia no braço com uma faca ou uma lâmina de barbear.
O jovem que decidir deixar o jogo antes de concluir os 50 desafios é impedido pelo curador - administrador -, que ameaça os participantes. Essa intimidação ocorre da seguinte forma: o responsável pelo grupo mostra o endereço residencial do participante e de seus familiares e declara que se ele sair do grupo, todos serão mortos.















Crença
Há uma crença popular que diz que a baleia azul seria capaz de se suicidar indo voluntariamente encalhar na praia e isto teria inspirado a "brincadeira".
Números alarmantes 
Na Rússia, mais de 100 mortes podem ter relação com desafio da 'Baleia Azul'. No Brasil, três participantes já foram vítimas do desafio. 
Entre eles está o jovem Gabriel Antônio dos Santos Cabral, de 19 anos, que se matou nesta quarta-feira (12), em Pará de Minas, na região Centro-Oeste. 

Casos no Brasil

O desafio da Baleia Azul ganhou repercussão nacional quando a adolescente Maria de Fátima Oliveira, de 16 anos, foi encontrada morta na terça-feira (11) em uma represa de Vila Rica (MT). A suspeita é que a garota tenha se atirado na água depois de participar de um desafio online. O caso está sob investigação.
O país ainda tem outros seis casos sob suspeita de estarem relacionados com o desafio da Baleia Azul, contabilizando sete no total.
Em Pará de Minas (MG), a Delegacia de Crimes Contra a Vida investiga se a morte de um jovem de 19 anos no último 12 de abril está relacionado com o jogo. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Carlos Henrique Gomes Bueno, o rapaz participava de um grupo de mais de 100 pessoas e seu celular está sendo averiguado.
Em Santa Catarina, a tentativa de suicídio de um adolescente de 15 anos também está sob investigação de estar relacionada com o desafio depois que a mãe do garoto contou que o filho foi instigado a participar do jogo por um grupo no WhatsApp. “Era um grupo, vários adolescentes a nível de Brasil, onde eles conversam, eles recebem as regras, as normas, os desafios. Comentam sobre os cortes que fazem, tudo”, disse a mulher ao Hora 1, da Rede Globo.
Em Belo Horizonte (MG), um adolescente de 16 anos foi encontrado morto no último fim de semana no Bairro Ribeiro de Abreu. A princípio a Polícia Civil não relaciona o caso com o game, mas familiares do garoto suspeitam que o o caso tenha relação com o jogo.
Já emJoão Pessoa (PB), uma adolescente de 14 anos teria praticado automutilação e subido no teto da escola onde estuda depois de participar de um suposto jogo online de incentivo ao suicídio. “Falei com familiares dela, que confirmaram que, há cerca de 25 dias, a menina apresentou um comportamento de mutilação, fazendo cortes no braço, e chegou a subir no teto da escola. Eles não entenderam o porquê na hora, ela chegou a ser suspensa, mas, depois do alerta [da polícia sobre a investigação do suposto ‘desafio da Baleia Azul’] na semana passada, eles reportaram o caso”, disse o coordenador do Centro Integrado de Operações Policiais da Paraíba (Ciop), tenente-coronel Arnaldo Sobrinho, ao G1.
No Rio de Janeiro (RJ), a A Delegacia de Repressão a Crimes Virtuais (DRCI) investiga se a tentativa de suicídio de uma menina de 12 anos pode estar relacionada ao jogo. De acordo delegada assistente Fernanda Fernandes, responsável pelo caso, a mãe de uma vítima descobriu o aplicativo que reunia os participantes do jogo e notificou a polícia.
Ainda na capital fluminense, uma garota de 15 anos participou do jogo até a 15ª etapa e foi salva pela mãe. “Quem tiver com vontade de entrar no Baleia Azul, não faça isso. Só vai te causar coisas ruins. Em vez de parar sua tristeza, só vai aumentar. E vai acumular, e vai acumular… E quando você vê, já vai estar vazio por dentro e por fora. Apostem numa coisa que você gosta. Talvez numa música de que você gosta. Talvez você se sinta melhor. Porque eu sei o quanto dói, mas não vai ser um jogo que vai te fazer parar de sentir dor. E nem a morte”, disse a garota ao jornal O Globo.

Vejam o vídeo:

0 comentários:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto

Adilene Martins, noiva, virgeniana 31 de agosto,  educadora física  de profissão. 

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Total de Visualizações

Me siga Retribuo

Quando seguir o blog me avise para eu poder retribuir

Popular Posts

Leitoras

Nome

E-mail *

Mensagem *

Quer pesquisar oque?