segunda-feira, 16 de novembro de 2015
Depois dos tristes ataques terroristas do ISIS na França que vitimaram mais de 150 pessoas, o Facebook resolveu criar uma ferramenta que possibilita que o usuário da rede possa colocar uma bandeira da França mesclada com a foto de perfil.
Desde então uma grande guerra surgiu no Facebook, com pessoas se irritando com a atitude de demonstração de pesar das outras por causa dos Franceses, acusando-as de ignorar a tragédia brasileira de Mariana, que sepultou o rio Doce em um “mar de lama”.
Uma das justificativas da revolta, seria o suposto fato da França não ter se importado com a tragédia de Mariana. Isso não é bem verdade.

A França apresentou suas condolências ao governo brasileiro pelo acidente ocasionado em função do rompimento de duas barragens no subdistrito de Bento Rodrigues, região de Mariana (MG), a 115 km da capital de Belo Horizonte.
"Nós nos inteiramos com emoção do rompimento ontem (quinta-feira) das barragens mineradoras no Estado de Minas Gerais", declarou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Romain Nadal.
"Nestes momentos dolorosos, a França apresenta suas condolências às famílias das vítimas e está ao lado das autoridades e do povo brasileiros", acrescenta o porta-voz.

  No dia 06/11, um dia depois dia que ocorreu a tragédia mineira/brasileira na cidade de Mariana, a França enviou condolências ao Brasil. Como mostra o Diário de Pernambuco 

No site do jornal francês “Le Monde”, o assunto figura como a quarta notícia mais compartilhada entre os leitores da publicação, e diversos sites e jornais deram grande destaque a tragédia de Minas Gerais, como mostra o O GLOBO.
 ambém existe muita reclamação pela suposta falta de sensibilidade mundial no caso da Boate Kiss, cujo incêndio matou 232 pessoas. Uma reportagem do G1, mostra que diversos países do mundo enviaram condolências e foi grande destaque na imprensa internacional.
Grandes tragédias recebem sempre repercussão no exterior e nos grandes jornais, não só como caráter informativo, como comercial, afinal, nada vende mais jornal que uma tragédia, pois a dor é legitima e todos a sentem.
O luto mundial em relação a tragédia Francesa é um luto religioso e ou de medo. É o luto não só pela França, mas contra o Estado Islâmico e seus atos terroristas que podem atingir qualquer lugar no mundo, até mesmo o Brasil em vias de sediar uma Olimpíadas em 2016.
Ambas as tragédias são… tragédias, é besteira querer controlar os sentimentos de pesar dos outros. Mariana e o Rio Doce ainda precisam de ajuda, atenção e cobranças de punições dos culpados, mas nada, absolutamente nada impede que um ser humano digno desse título, chore por ambas as desgraças.
Brigar por isso é mesquinho, cruel, desumano e no mínimo, insensível.
Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2015/11/06/franca-envia-condolencias-ao-brasil-por-tragedia-em-minas-gerais.htm
Fonte:http://www.verdadeabsoluta.com/2015/11/franca-envia-condolencias-ao-brasil-por-tragedia-em-mariana.html


A França apresentou suas condolências ao governo brasileiro pelo acidente ocasionado pelo rompimento de duas barragens no distrito de Bento Rodrigues, região de Mariana, a 100 km da capital de Minas Gerais. “Nós nos inteiramos com emoção do rompimento ontem (quinta-feira) das barragens mineradoras no estado de Minas Gerais”, declarou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Romain Nadal.
“Nestes momentos dolorosos, a França apresenta suas condolências às famílias das vítimas e está ao lado das autoridades e do povo brasileiros”, acrescenta o porta-voz.

0 comentários:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto

Adilene Martins, noiva, virgeniana 31 de agosto,  educadora física  de profissão. 

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Total de Visualizações

Me siga Retribuo

Quando seguir o blog me avise para eu poder retribuir

Popular Posts

Leitoras

Nome

E-mail *

Mensagem *

Quer pesquisar oque?